top of page
  • Foto do escritorDa redação

Ex-vereador preso por não pagar pensão alimentícia

Atualizado: 24 de nov. de 2022

O ex-vereador Wangles Glicério Santos, mais conhecido como Guinho, foi preso na tarde de ontem, terça-feira 22, pela Polícia Militar, numa abordagem policial de rotina. Ao ser parado, foi constatado que Guinho tinha um mandado de prisão em seu nome.


O motivo da sua prisão foi a falta de pagamento da pensão alimentícia de seus filhos. Em seu mandado de prisão consta que “(...) Ante o exposto, constatada a inadimplência do Executado, recalcitrância em cumprir seus deveres para com seus filho, e, em razão avanço da vacinação em todo o país, com fundamento no art. 528, §3° do CPC DECRETO A PRISÃO CIVIL de Wangles Glicerio Santos pelo prazo de 3 (três) meses, em regime fechado, devendo o Executado ficar separado dos presos comuns (...)”.


O ex-vereador Guinho permanecerá preso e à disposição da justiça, até uma decisão contrária da justiça sobre o tempo de 03 (três) meses de reclusão em regime fechado, determinado em seu mandado de prisão.

bottom of page