• Ascom Abrapa / Fotos: Beto Barata

Abrapa prestigia posse da nova diretoria da FPA


Cerimônia, realizada em Brasília, contou a presença do presidente Michel Temer e de cinco ministros.

A cotonicultura brasileira, através da Associação Brasileira do Produtores de Algodão (Abrapa) e suas 10 associadas, se fez presente ontem (14/02), na cerimônia de posse da nova diretoria da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que passou a ser presidida pelo deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), sucessor do deputado Marcos Montes (PSD-MG). O evento teve participação do presidente da República, Michel Temer, dos ministros da Agricultura, Blairo Maggi; do Meio Ambiente, Sarney Filho; do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra; da Casa Civil, Eliseu Padilha; e da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy; além dos governadores de Mato Grosso, Pedro Taques, e Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; 111 deputados, 16 senadores. Dentre os aproximadamente 800 convidados, estavam líderes classistas, políticos e empresários de todos os setores do agronegócio brasileiro.


Em seu discurso, Michel Temer enfatizou o entusiasmo do agricultor brasileiro e o papel deste na sustentação da economia nacional. Destacou a necessidade de criar as condições para acelerar a produção agrícola, através da desburocratização, da simplificação do sistema tributário e de reformas como a trabalhista.


“Quando nós, no governo, dizemos que o Brasil tem rumo, a primeira direção para a qual olho é, exatamente, a agricultura, o agronegócio”, afirmou Temer. O presidente recordou que o primeiro apoio que teve em seu governo veio dos agricultores, através da FPA. “Eu vejo que os senhores colocam a alma no seu trabalho. Por isso nós teremos uma safra excepcional”, disse o presidente, em relação à safra de grãos 2016/17, estimada em 219 milhões de toneladas.


Avanços iminentes


Para o presidente da Abrapa, Arlindo Moura, o prestígio dado pelo Governo Federal à posse do deputado Nilson Leitão na FPA acena positivamente para a possibilidade de avanços nos temas prioritários do agronegócio nacional. “Precisamos rever urgentemente a legislação trabalhista que hoje penaliza tanto o empregador, quanto o trabalhador rural ao tratar como se fossem de uma só natureza o trabalho no campo e na cidade, sem considerar as especificidades de cada uma delas”, considera Arlindo Moura.

O presidente da Abrapa lembra também a necessidade da segurança jurídica para o empreendedor rural, o que demanda, dentre outras iniciativas, que se faça valer o Novo Código Florestal Brasileiro e o Cadastro Ambiental Rural (CAR). “Também precisamos rever o marco legal defensivos agrícolas que permitirá maior agilidade nos processos de registro e, consequentemente, possibilitará aos agricultores acesso a produtos modernos, mais eficientes e com custo menor”, disse o presidente da Abrapa.


Homenagem


Durante a solenidade, foram homenageados personalidades e veículos de comunicação que se destacam no fortalecimento e na cobertura do setor rural. Foram agraciados Ricardo Tomczyk, presidente do Instituto Pensar Agro (IPA); Carlos Ernesto Augustin (Tête), ex-presidente do IPA; Sérgio De Marco, assessor do Ministério da Agricultura; o deputado Marcos Montes; Glauber Silveira, da Abramilho; e Carlos Fávaro, da Aprosoja. Os veículos Valor Econômico, Rede Globo de Televisão, Canal Rural e Rede Bandeirantes (Terra Viva) também receberam a homenagem.


“Ficamos muito contentes com a homenagem a todas essas personalidades e instituições, mas, especialmente, ao ex-presidente da Abrapa, Sérgio de Marco, idealizador e primeiro presidente do Instituto Pensar Agro. Juntas, Aprosoja e Abrapa, desenharam este que tem sido um dos mais importantes fóruns, que tem funcionado com uma bússola para os rumos do agro brasileiro”


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com