• Ascom SPRLEM

Greve dos caminhoneiros


Desde segunda-feira, 21, os caminhoneiros realizam a “Greve dos Caminhoneiros” uma paralisação nacional que reivindica a redução da carga tributária sobre os combustíveis, pedindo zeragem da alíquota de PIS/Pasep e Cofins e isenção da Cide.


Em Luís Eduardo Magalhães os caminhoneiros com o apoio da população, prefeitura municipal, Sindicato dos Produtores Rurais, AIBA, empresários, cooperativas, associações, sindicato dos mototaxistas participaram na tarde de ontem, 23, na BR 020/242 em frente ao Complexo Bahia Farm Show do Ato Cívico em apoio as manifestações que acontecem em todo país.


O Ato Cívico iniciou com todos cantando o Hino Nacional Brasileiro e em seguida o Padre Wilson Melo, convidou a todos para juntos rezarem o Pai Nosso.


Representando os caminhoneiros, Diego Roberti agradeceu as autoridades e população luiseduardense por apoiarem este manifesto que foi iniciado pela classe, mas que defende os interesses de todos, na oportunidade destacou também a principal pauta das reivindicações.


“Esta é sétima greve que participo, e esta é a primeira vez que acredito que iremos conseguir nosso objetivo, nossa principal pauta de reivindicação é a redução do preço do combustível que hoje afeta não somente os caminhoneiros mais os cidadãos em geral. Nós iremos continuar firmes, não vamos sair daqui até que sejamos atendidos. Agradecemos aos produtores rurais, as transportadoras, aos empresários e toda a população de Luís Eduardo Magalhães, agradecemos a todos que estão colaborando com a agente” destacou.


Para a presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Carminha Missio é muito importante o apoio da população a esta causa que não é somente dos caminhoneiros mais de todos os brasileiros.


“Quero ressaltar que é emocionante estender o nosso apoio aos caminhoneiros, e quero dizer que esta causa também é nossa. Estamos com vocês e queremos pedir que se sintam fortalecidos e que contem conosco para que a gente consiga ficar firmes e fortes até resolução desse problema. Quero lembrar que esse não é um problema que aconteceu agora, mas que tudo isso é o resultado de uma política corrupta de mais de 20 anos. É preciso que a gente olhe para isso e lembre que esse problema é reflexo da má gestão do dinheiro público. Precisamos ficar atentos sim, e precisamos estar fortes para que as lideranças olhem para nós e deem a devida importância a esta classe que hoje está tão sofrida. Estamos com vocês, contem co nosco, continuem firmes e fortes”, falou Carminha.


A Greve do Caminhoneiros é um movimento pacífico. É importante destacar que todos os ônibus, ambulâncias e carros pequenos estão passando, somente caminhões e carretas estão sendo barrados, a greve não tem data para acabar até que haja uma solução para as reivindicações apresentadas.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com