• Da Redação /

Mesmo sob protesto Feira de Moda abre as portas


A Feira de Moda de Goiânia abriu as portas na tarde dessa quinta-feira (3). O evento que está previsto pra ir até o sábado reúne 57 expositores de Goiás e Tocantins com roupas, calçados e acessórios.

O evento esteve ameaçado de não acontecer por falta de alvará de funcionamento. A prefeitura chegou a não conceder o alvará porque o evento estaria infringindo uma lei municipal (veja aqui)

Após os protestos e manifestações na manhã de hoje, os organizadores relutaram pra abrir as portas do evento e chegaram a chamar a polícia militar pra garantir a abertura da feira. A prefeitura até então não tinha enviado o documento.

Mas sob efeito de uma liminar concedida pela justiça de Luís Eduardo a prefeitura foi obrigada a liberar a realização do evento. No documento, o juiz considera que a lei municipal n°383 de 2009 seria inconstitucional, já que vai de encontro a lei federal que garante a livre iniciativa e a livre concorrência nos artigos 1º, inciso IV, e 170, inciso IV, da Constituição Federal de 1988 e ainda prevê aplicação de uma multa de 10 mil reais por dia por descumprimento da decisão.

Mesmo diante disso, as entidades de classe, Câmara de Dirigentes Lojistas e Acelem, bem como prefeitura e comerciantes locais mantém o protesto e aguardam o julgamento de recursos encaminhados para o Tribunal de Justiça em Salvador.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com