• Conversion

Cresce endividamento entre pessoas que moram sozinhas; veja dicas de como se organizar financeiramen


Hoje, é cada vez mais comum vermos pessoas morando sozinhas. Seja pela comodidade ou pela privacidade, viver só já é preferência de boa parte da população. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número já chega a 10 milhões de pessoas.


Mas um detalhe tem chamado a atenção dos economistas: esse público não faz um planejamento eficiente antes de decidir sair da casa dos pais. Ou seja: representa boa parte dos devedores em tempos de crise.


De acordo com pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), oito em cada 10 pessoas não colocaram na ponta do lápis todos os custos de morar sozinho. E isso não representa um mero capricho. A falta de controle no orçamento fez com que 34% ultrapassassem o limite de gastos mensal.


Parece um detalhe sem importância saber de cor como gastar cada centavo do orçamento, mas, em momentos de crise econômica, isso pode fazer toda a diferença no fim do mês. Conheça os maiores vilões do seu orçamento e saiba como reduzir as despesas sem perder a privacidade de morar só.


Para onde vai tanto dinheiro? Saiba como economizar


Quem mora sozinho, sabe que um dos momentos mais complexos é o de ir ao mercado. Com a inflação em alta, é melhor ficar de olho no carrinho para não tomar um susto na conta final. Então, dê uma chance àquelas marcas mais baratas ao menos para experimentar – nem todas vão valer a pena, mas, certamente, você poderá incluir algumas em sua lista do mês.


Outra dica: faça compras menores, semanais. Assim, você não desperdiça alimentos que estragam rápido. E deixe de lado aquelas bandejas com apenas algumas fatias ou as alternativas de comida pronta que costumam ser mais caras. Ainda no âmbito da alimentação, se for possível, prepare a comida em casa para levar ao trabalho e esqueça o almoço diário no self service. Seu bolso agradece.


Agora, no dia a dia da casa, talvez seja a hora de você planejar uma limpeza semanal e dispensar a diarista. Esse é outro custo que resulta em um grande gasto no orçamento. Os pequenos consertos, como troca de lâmpadas, por exemplo, também podem ficar por sua conta, não é mesmo?


Para aqueles meses de orçamento mais enxuto, invista na organização de reuniões com os amigos em casa, evitando os preços salgados dos bares. Se cada um levar um item, não pesa no bolso de ninguém e você ainda consegue manter a vida social ativa.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com