• Ascom Codevasf

Produtores do oeste representam a Bahia em congresso nacional


Os produtores de banana do projeto público de irrigação Formoso – implantado e gerido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Bom Jesus da Lapa, no Médio São Francisco baiano – têm agora a responsabilidade de representar os agricultores de todo o estado junto à recém-reativada Confederação Nacional dos Bananicultores (Conaban), que ressurge com o objetivo de buscar avanços para a bananicultura brasileira junto ao governo federal. “A Associação Frutas Oeste Bahia foi escolhida para representar o estado porque já somos referência na região no tocante à negociação de preços da fruta”, explica Ady Santos Oliveira, presidente da entidade. “Reunimo-nos todas as quintas-feiras para definição de preços da semana seguinte; produtores de outros importantes centros da Bahia, como Mirorós, Riacho Grande, Nupeba, e das regiões de Wagner e Juazeiro, recorrem a nós. Então a escolha foi natural”, acrescenta. Ao lado da entidade baiana, agricultores de outros centros produtores do país, como do Vale do Ribeira em São Paulo, do norte de Minas Gerais e do norte de Santa Catarina integram a confederação, que foi constituída em 2010 e reativada neste ano a fim de integrar os produtores, estimular a troca de informações e experiências sobre a cadeia produtiva e divulgar a bananicultura brasileira no Brasil e no exterior. Comercialização O projeto Formoso é o principal responsável por posicionar a Bahia entre os maiores produtores de banana do país. Em 2015, a produção total do projeto foi de mais de 190 mil toneladas, sendo que 95,5% (184,5 mil toneladas) são referentes à banana, e o restante é sobretudo citro, milho e melancia. O projeto contabiliza 8,2 mil hectares de área cultivada (sendo 7,4 mil com banana) e reúne cerca de 1,2 mil irrigantes – destes, 943 são agricultores familiares. Segundo o presidente da Associação Frutas Oeste Bahia, a entidade foi fundada no Formoso em 2010 com o objetivo específico de tratar sobre a comercialização da banana. “Nós percebemos a fruta sendo vendida de maneira muito aleatória, o atravessador sempre ditando o preço, quando quem deveria fazer essa definição seria o produtor através de um grupo organizado. Buscamos informações em todo o Brasil e, desde então, temos tido um saldo muito positivo na comercialização porque conseguimos valorizar o nosso produto”, diz. De acordo com ele, a banana produzida no Formoso é conhecida como uma das melhores do país. “Em algumas regiões do país, nossa banana é conhecida como banana clara, por causa da aparência agradável”, descreve. “Favorecem a isso o clima, a água de alta qualidade para a produção de frutas, o sol, solos bastante férteis, a localização. Temos orgulho de produzir no perímetro de Formoso, que tem uma estrutura muito elogiada por todos”, destaca o produtor.

#banana #lem #oeste #produtores #agricultores #bomjesusdalapa #projetoformoso

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com