Edições impressas
capa_495.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Mais de 2 pessoas morrem todos os meses no trânsito de Luís Eduardo Magalhães

October 25, 2019

 

Somente este ano o trânsito de Luís Eduardo Magalhães já matou 21 pessoas, uma média de mais de 2 acidentes com morte por mês. A situação preocupa as autoridades do município e serve de alerta para os motoristas da cidade, que registra uma média acima de um acidente no trânsito por dia.

 

Uermerson São Pedro Lemos, 22 anos, era garçom e estava esperando uma resposta de uma entrevista para uma nova vaga de emprego. Não deu tempo, era noite de domingo, 15 de setembro quando ele e a namorada Gabriela da Silva Ramos, 18 anos, voltavam para casa no conjunto habitacional Sol do Cerrado quando a moto em que estavam foi atingida por um carro.

 

Segundo informações da polícia, Uemerson teria tentado acessar a BR, quando foi pego de cheio por um carro de passeio que seguia sentido Barreiras-LEM.  O motorista do carro, que não teve o nome divulgado, sofreu ferimentos leves e foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento, mas ao saber que a polícia civil estava lá para ouvi-lo, fugiu. De acordo com os socorristas ele apresentava sinais de embriaguez.

 

O caso chama atenção mas não é o único que apresenta os mesmos elementos como imprudência, bebida ao volante e uma morte trágica no trânsito.

 

Também mês passado tivemos a morte de um mototaxista e a morte de um idoso, em ambos os casos foram encontradas bebidas nos veículos.

 

"Boa parte dos acidentes de trânsito acontecem em local sinalizado e com pavimentação, então porque acontecem? A pressa e a imprudência com desrespeito a sinalização e as leis de trânsito", comentou Wanderson Santana, agente de trânsito.

 

De acordo com dados da Sutrans de janeiro até agora já foram registrados em Luís Eduardo Magalhães, 403 acidentes de trânsito, esses sem vítimas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência por sua vez contabiliza os atendimentos em acidentes com vítimas e no período de janeiro a setembro anotou 408 atendimentos. Destes, 21 resultaram em mortes.

 

"É muita coisa, se a gente pensar que a cidade tem menos de 100 mil habitantes e todo dia tem dois, três acidentes. Aqui é cada um por si e ninguém respeita ninguém, você precisa dirigir por você e pelos outros", reclama Welligton Teixeira, mototaxista, que também já foi vítima de trânsito.

 

Para tentar combater esses índices as forças de segurança do município (polícia militar, civil, Cipe Cerrado, Guarda Municipal e Sutrans) se uniram e montaram operações no trânsito da cidade. A primeira foi a operação Tolerância Zero, contando inclusive com apoio da Policia Rodoviária Federal. Durante quatro edições foram apreendidos mais de 80 veículos, com aplicação de mais de 70 multas por alcoolemia, tendo sido apresentados várias pessoas por alcoolemia.

 

Desde o dia 30 de setembro também está sendo realizada a operação "Blitz Todo dia", com foco em combate ao crime nos principais pontos de circulação de carros e motos na cidade. Mas vale ressaltar, se a consciência e postura de motoristas e motociclistas não mudar, de nada vai adiantar os esforços para a manutenção da paz no trânsito.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com