Edições impressas
capa_496.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

A ruindade é uma característica dos tiranos

 

A ruindade que ora impera de maneira demasiada entre as pessoas foi vaticinada há milhares de anos. Na Bíblia Sagrada, por exemplo, é possível encontrar referências a este sentimento nos versículos e capítulos do Livro do Apocalipse. Para alguns se trata do ‘prenúncio do final dos tempos’, outros atribuem a uma qualidade dos perversos. Esta última interpretação talvez seja a mais coerente, pois não se justifica pelo ‘tempo’ determinados comportamentos perniciosos contra aquilo ou aquele com quem se vive.

 

Tem gente que é ruim porque gosta. Desejar e fazer o mal estão intrínsecos e provocam sensações de deleites naqueles desprovidos de humanidade e geralmente em alguns portadores de problemas psíquicos. Não interessa o prejuízo e a dor que o próximo venha a ter, o importante é destruir. O conjunto de maldade dos que praticam a ruindade envolve as mais diversas e nocivas ações desses indivíduos, principalmente aqueles que sempre escolheram ficar à margem das normas sociais estabelecidas.

 

Os que nunca foram machucados por alguma injustiça ou maldade praticada por alguém acham estranho o impulso da vingança. A vítima de crueldade é naturalmente adepta à ‘lei do olho por olho e dente por dente’ e da expressão ‘aqui se faz, aqui se paga’. Esta é a ótica do mundo onde deve se pagar o que recebe com a mesma moeda, ou seja, vencer o mal com o mal.

 

Mas...

 

Ledo engano dos que acreditam que a vingança é a sentença contra os praticantes do mal. A partir do momento que a vítima se comporta como o malvado a inversão de valores pode ser mais nociva, prejudicando assim a possibilidade da transcendência.

 

A verdadeira vitória é a que se vence com o bem.

 

“...A maldade humana agora não tem nome

Pegue duas medidas de estupidez

Junte trinta e quatro partes de mentira

Coloque tudo numa forma untada previamente

Com promessas não cumpridas

Adicione a seguir o ódio e a inveja

As dez colheres cheias de burrice

Mexa tudo e misture bem

E não esqueça: Antes de levar ao forno

Temprerar com essência de espírito de porco...” – Os Anjos  - Legião Urbana

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com