Edições impressas
capa_495.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Saiba dos cuidados necessários antes de participar de um leilão de veículos

July 31, 2018

Negócio pode ser vantajoso, mas possui regras específicas e cuidados a serem tomados durante o processo

 

 

Comprar um carro por meio de um leilão pode ser um negócio muito vantajoso. Segundo pesquisas, a economia com o automóvel pode chegar a 35%. Para quem deseja enveredar por esse caminho, é necessário ter alguns cuidados no arremate, já que o processo é diferente do que adquirir o veículo em uma concessionária ou até mesmo diretamente com um comprador.

 

        Esse tipo de leilão também possui uma dinâmica específica e exigem um conhecimento prévio do participante. Por causa disso, o recomendado é frequentar alguns pregões antes de fazer o arremate. “Tem um tipo de venda muito diferente do mercado comum acontecendo ali. No nosso leilão em Curitiba, por exemplo, é preciso ter conhecimento de chassis, peças aproveitáveis, dos contratos que são feitos. Não é nada difícil, mas exige saber alguma coisa”, explica o diretor da Sodré Santoro, Flávio Santoro.

 

        O ideal é que você já tenha o dinheiro para sacramentar a venda quando for dar os lances. Mesmo quando o pregão é pela internet, as empresas costumam pedir um cheque caução para, no máximo, 24 horas. Como existem muitas leiloeiras no mercado, é necessário se informar quanto ao registro delas pelo Estado, bem como as avaliações dos usuários sobre a empresa.

 

        Ler o edital também é necessário para não ter surpresas inesperadas durante o processo. Nesse documento estão todas as informações de como será realizado o leilão, bem como quem pode participar. Uma grande parte dos leilões de veículos está aberta ao público de forma geral, mas alguns são restritos apenas para empresas, como os leilões de sucatas.

 

Procedência dos veículos

 

        Esses automóveis leiloados são provenientes de diversas fontes. Podem ir a leilão por inadimplência dos antigos donos, colocados à venda por empresas como forma de substituir a atual frota ou por seguradoras, quando há algum dano reparável no veículo. Por esse motivo, é de suma importância verificar o estado do carro antes de adquiri-lo.

 

        Os leilões não permitem que o comprador faça um test drive, o que faz com que sua avaliação tenha que ser ainda mais criteriosa. O que você pode fazer, contudo, é visitar o automóvel, prática recomendada pelos especialistas. Se você já tem um conhecimento básico de mecânica, a sugestão é verificar os principais sistemas do carro. Caso se sinta inseguro, leve um profissional de confiança para analisar os principais atributos.

 

        Saber o estado de conservação atual do automóvel é fundamental. Se houver muitos problemas, o comprador terá que arcar com os custos de reparação depois do arremate. Essa análise deve ser ainda mais cuidadosa quando o carro tiver sido colocado no leilão por uma seguradora, já que nesse caso o veículo possui sinistros. Pintura, alinhamento, a qualidade do estofado e os pneus são alguns dos itens sobre os quais o comprador precisa estar atento. O custo adicional de reparo deve ser levado em conta, além do valor do lance.

 

        Outra forma de verificar as revisões feitas é consultar o manual do proprietário. Nele estão todos os carimbos realizados pela concessionária. A quilometragem do automóvel também deve ser levada em conta, já que a partir dela é possível mensurar o quanto o carro rodou e utilizar esse parâmetro como uma das métricas para saber se o carro está desgastado.

 

Documentação do automóvel

 

        Checar a documentação do veículo é uma etapa fundamental para fazer um bom negócio. Alguns aspectos podem ser verificados, como nome do proprietário, a placa e o número do chassi. Além disso, você deve consultar o histórico do veículo, para saber se há débitos não quitados, como multas e IPVA. A consulta pode ser feita no site do Detran, da prefeitura ou no portal da Secretaria da Fazenda. De acordo com o artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro, os débitos e pendências devem ser quitados pelo leiloeiro com o dinheiro do arremate.

 

        Com essas dicas, é possível fazer um arremate com maior tranquilidade. Há uma série de especificidades no leilão de automóveis e uma burocracia maior. As regras, entretanto, são importantes para proteger ambas as partes – leiloeiro e comprador – de equívocos, enganos e fraudes.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com