Edições impressas
capa_496.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Entidades do agro se reúnem no estande dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Oeste para debate sobre a tabela de frete, plano safra e importância da representatividade do agro

June 11, 2018

 

Na tarde desta quinta-feira, 07, foi realizado no estande do Sistema Sindical (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia – FAEB, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR e Sindicatos dos Produtores Rurais do Oeste) um encontro com as entidades do agronegócio da região Oeste da Bahia sobre o “Posicionamento das Lideranças do Agro da região Oeste da Bahia” abordando os temas: Posicionamento sobre a Tabela de Frete; Posicionamento sobre o Plano Safra e a Importância de representatividade do agronegócio neste momento crítico que o país enfrenta.

 

 

Durante o encontro as entidades do agro da região oeste da Bahia representadas por seus presidentes, vice-presidentes e diretores. O Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães - SPRLEM representado por sua presidente, Carminha Missio,  o Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras – SPRB por seu presidente, Moisés Schmidt, a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia - Aiba, presidente, Celestino Zanella e vice-presidente, Luís Pradella, a Associação Baiana de Produtores de Algodão – Abapa, o presidente Júlio Busato e o Diretor Marcelo Kappes, Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado da Bahia – Aprosoja representada por seu presidente, Alan Juliani, a Associação dos Produ tores de Sementes de Soja dos Estados do Matopiba, pelo presidente, Celito Missio e o representante do Engenheiros Agrônomos do Oeste, Celito Breda

 

 

Durante o bate-papo transmitido ao vivo através do site Notícia Agrícolas, os representantes das entidades receberam perguntas dos telespectadores acerca dos três temas principais em pauta.

O assunto mais debatido durante o encontro foi a tabela de frete, assunto destaque nos últimos dias, após a greve dos caminhoneiros que atingiu todo o país, e principalmente pelo fato do Governo Federal ter anunciado que a nova tabela com o preço mínimo do frete para o transporte rodoviário de cargas, será revogada nesta sexta-feira, 08.

 

 

A partir desse assunto muitos foram os questionamentos direcionados aos participantes do encontro, em forma de rodízio todos puderam responder as perguntas direcionadas.

Para o presidente da AIBA, Celetino Zanella a tabela de frete é uma preocupação dos produtores rurais que têm a necessidade do controle dos custos, e que precisa ser o mais eficiente possível.

Na oportunidade, o presidente da ABAPA, Júlio Busato destacou que neste momento é necessário aguardar e ver qual a tabela irá prevalecer. Esta proposta da tabela de frete existente hoje é impraticável.

 

 

Moises Schmidt, presidente do SPRB, destacou que o preço do frete é uma realidade em nossa região e em todo país e ainda enfatizou que o agronegócio da região vive uma greve silenciosa.

“Temos hoje instalada em toda região oeste da Bahia, uma greve silenciosa, pois o agronegócio da região está travado, isso se dá por questões de logística, tanto no escoamento da produção, quanto na compra de insumos”, destacou.

 

De acordo com Elisângela Lopes da CNA que participou desse encontro através das perguntas enviadas pelo WhatsApp, a CNA defende e entende que a tabela é inconstitucional  e viola  a lei da livre iniciativa e  a livre concorrência. Estimula a ineficiência econômica, aumenta os custos de transporte, eleva a inflação, desestimula a produção, impactando negativamente o produtor rural, reduzindo consequentemente a renda.

 

Alessandra também afirma que a CNA protocolou nesta terça-feira, 07, um ofício destinado a Presidente da República, solicitando a suspensão da aplicação da tabela de frete.

 

Carminha Missio, presidente do SPRLEM falando também sobre representatividade do agronegócio neste momento crítico que o país enfrenta, destacou que o sistema sindical representando pela CNA, FAEB e sindicatos que está na base está preocupado com os problemas enfrentados e tem mostrado o interesse em resolver situações como as vivenciadas ultimamente.

 

“Acredito que é muito importante que o sistema sindical, as instituições e associações do agro estejam sempre alinhados, com unidade de pensamentos para que assim, sejam solucionadas as demandas, como a questão do frete, que é destaque neste momento, o plano agrícola e todas as demais demandas que surgem no dia a dia, que pode comprometer as atividades básicas do agro e repercutir diretamente em nosso consumidor final”, falou.

 

Carminha como representante do sindicato de Luís Eduardo Magalhães, falou ainda da alegria de ter as instituições reunidas nesse momento debatendo assuntos de suma importância para classe.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com