Edições impressas
capa_496.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Centenas de pessoas participam de caminhada pelo dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de menores

May 19, 2018

 

A Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social realizou na tarde de hoje uma caminhada para celebrar em Luís Eduardo Magalhães o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Centenas de pessoas participaram da atividade que percorreu diversas ruas do bairro Santa Cruz.

 

 

O movimento, que acontece em todo o Brasil, lembra a história de um 18 de maio no ano de 1973, quando uma menina de oito anos que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo, enquanto seus bandidos, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. O crime ficou conhecido como o Caso Araceli, que abriu caminho para a criação e aprovação da Lei Federal nº. 9.970 do ano 2000. 

 

 

De acordo com o prefeito Oziel Oliveira, a intenção da mobilização é chamar a atenção da sociedade para a necessidade de proteção das crianças e adolescentes. 

 

 

“Nosso trabalho tem foco principal na valorização do ser humano, portanto, a reafirmação da data por meio de um movimento tão bem organizado, retrata a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil”, explicou o gestor.

 

 

A caminhada foi realizada na Rua Ibitiba e contou com as participações de representantes do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), Centro Especializado de Referência em Assistência Social (Creas), Conselho Tutelar, Conselho Municipal da Defesa da Criança e do adolescente (CMDCA), Ministério Público, escolas e creches municipais. 

 

 

Segundo a secretária municipal de Trabalho e Assistência Social, Rose Sanderson, o engajamento de todos é fundamental para o sucesso do combate a esse tipo de crime. “Temos uma rede de proteção preparada para atender a todas as demandas e juntos podemos atingir resultados bastante positivos”, comentou. 

 

 

No Brasil  o “Disque 100”, criado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. 

 

Este serviço funciona diariamente de 8 às 22 horas, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas de todo o Brasil. Quem optar pode ligar para o Conselho Tutelar no (77) 3628-1293 ou para o plantão de denúncias, no (77) 98802-4773.


 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com