Edições impressas
capa_496.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Nos EUA, sites de leilões vendem até viaturas policiais usadas

March 21, 2018

Pregões brasileiros ainda negociam apenas sucatas de carros oficiais; lá, eles seguem rodando por anos

 

 

É uma daquelas coisas que acontecem poucas vezes na vida: você vê um carro de polícia em seu retrovisor, instintivamente chega seu velocímetro e pisa no freio, somente depois percebe que se trata de um civil "peculiar" que comprou uma velha viatura policial por algum motivo que só Deus sabe. Esquisito para nós, brasileiros, mas nem tanto para qualquer americano.

 

Lá, é possível a um civil adquirir uma viatura usada por meio de qualquer pregão de veículos ou até mesmo site de leilões que disponibilizam frotas substituídas por preços mais baixos - muitas delas ainda caracterizadas como veículos de forças policiais.

 

Um ex-carro de polícia pode ser um ótimo veículo diário por muitas razões - para além de encorajar os carros a saírem da sua frente. Eles também podem ser incrivelmente confortáveis e divertidos de dirigir, graças ao "pacote policial" que os faz mais potentes e resistentes. além de serem baratos de manter e duráveis.

 

Segundo o Thrillist, site especializado em leilões nos EUA, algumas ex-viaturas são usadas, abusadas e valem mais como peças separadas que o carro inteiro. Outras, porém, receberam o "crème de la crème" de cuidados e manutenção.

 

No país, muitos carros de polícia não são usados para deveres policiais. Oficiais de Estado geralmente recebem veículos equipados com o "pacote policial", mas que nunca viram uma perseguição em alta velocidade ou uma patrulha intensiva. Esse pacote vem com uma suspensão reforçada e componentes internos e sistemas de refrigeração reformados.

 

No entanto, comprar um carro usado barato nos Estados Unidos - assim como no Brasil - sempre necessita checagens na manutenção feita pelo dono anterior. Alguns carros de patrulha recebem manutenção adequada pelos departamentos que possuem fontes financeiras razoáveis e mão-de-obra. As suspensões geralmente são reconstruídas, as embreagens são reparadas e, em muitos casos, é possível acabar com veículo novo por 10% menos do que o preço praticado.

 

Leilões como GovDeals e Public Surplus - os mais maiores pregões online dos Estados Unidos - regularmente liquidam veículos policiais para os moradores de suas respectivas cidades. Há milhares de veículos para serem escolhidos, variando de alguns que nem sequer foram usados pelos policiais ou pelos conselheiros até aqueles que estão tão destruídos que podem vazar fluídos pelos bancos.

 

Muitas agências, porém, vendem carros velhos absolutamente destruídos. Algumas vezes as imagens da internet são do carro errado, e as listas de manutenção são quase nunca mostradas, mesmo quando eles alcançam o preço final do leilão. "Eu, uma vez, comprei um carro por US$ 700 (R$ 2,2 mil) que eu vendi depois por cerca de US$ 7 mil (R$ 22 mil). A lista estava toda errada: quilometragem, manutenção, além de uma frase pendurada que dizia que as condições mecânicas eram desconhecidas", conta Steven Lang, do Thrillist.

 

Viaturas podem valer nos EUA, mas somente se a agência tiver uma facilidade de reparação independente ou uma concessionária que faça as manutenções necessárias - e grandes cidades são menos propensas a tê-las. Por isso, os compradores americanos geralmente vão atrás de pátios em cidades pequenas.

 

Olhar as fotos dos automóveis pela internet pode ajudar a encontrar mais rapidamente os veículos que realmente interessam - se tiver certeza que as imagens são do carro certo. Os automóveis remanescentes podem ser todos inspecionados e verificados pelas suas condições pelo comprador ou um mecânico.

 

Enfim, uma última dica que vale a pena: conduzir uma própria investigação "forense". A embreagem foi substituída recentemente? A transmissão recebeu reparos há pouco tempo? E a suspensão? Há três componentes caros em muitas viaturas policiais, e para saber como eles foram tratados vale até mesmo contatar o oficial que postou na lista de leilão. Ou, se a agência estatal em questão não possui pregões online ainda, é possível ligar para o departamento de manutenção e encontrar quem fez tais reparos.

 

Brasil também vende viaturas

Não é apenas no EUA que é possível comprar viaturas usadas: no Brasil também são organizados alguns pregões desse tipo, embora os veículos sempre estejam em péssimas condições - ao contrário do que acontece lá.

 

Em 2016, por exemplo, a Polícia Militar de São Paulo colocou 350 veículos à venda por meio de um leilão oficial em Campinas. A maioria (172) era sucatas, mas alguns veículos foram vendidos - ainda que semi destruídos - por preços que variavam entre R$ 2,5 mil e R$ 5 mil. A ideia era embolsar R$ 1,7 milhão com o leilão. Em janeiro do ano passado, o governo paulista leiloou 1.184 veículos, entre eles Land Rover Defender, Hilux, Spacefox e até alguns caminhões de frotas substituídas.

 

“Não é comum e, quando acontece, geralmente são sucatas ou carros muito avariados que são comprados apenas pelas peças. Nos EUA eles ainda vendem para rodar”, finaliza Flávio Santoro, diretor da Sodré Santoro, uma das maiores leiloeiras brasileiras.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com