Edições impressas
capa_496.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Venda de imóveis cresceu quase 10% em 2017, segundo levantamento

Expectativa para 2018 é que haja um aumento de 10% tanto nas vendas quanto nos lançamentos de imóveis

 

 

De acordo com  pesquisa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em 2017, o mercado imobiliário nacional apresentou um crescimento de 9,4% na venda de imóveis residenciais novos e de 5,2% nos lançamentos. A notícia é animadora, já que 2015 e 2016 foram uns dos piores anos para o setor devido à crise econômica enfrentada pelo país. No ano passado, foram vendidas 94.221 unidades. Em 2016, esse número foi de 86.140 unidades.

 

        A expectativa para 2018 é que haja um aumento de 10% tanto nas vendas quanto nos lançamentos. Essa retomada se deve, principalmente, a mudanças econômicas ocorridas em 2017, de acordo com a CBIC. Para o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, José Carlos Martins, é preciso ficar em alerta com alguns problemas estruturais que não foram tratados da forma como deveriam, como Reforma da Previdência, burocracia, distratos dos cartórios e insegurança jurídica.

 

        “Nós temos fatores econômicos e cenários que apontam que a economia deste ano já é dada como melhor do que no ano passado. Temos expectativa de queda de taxa de desemprego, queda da taxa Selic e previsão de crescimento do PIB de 2,89%”, disse o presidente da Comissão da Indústria Imobiliária (CII), da CBIC, Celso Petrucci, em texto publicado pela Agência CBIC.

 

Crescimento por regiões

 

        Em relação às unidades vendidas, a região Nordeste foi a que levou a melhor, com alta de 26%. Em seguida, vem o Centro-Oeste, com 22,7%, e o Sudeste, com 7% de elevação. Norte e Sul apresentaram uma redução de 30,9% e 4,5%, respectivamente. Em termos de lançamento, a pesquisa mostra que houve um crescimento de 73,4% em unidades lançadas em 2017.

 

        O maior crescimento de lançamentos foi registrado na região Sul, com alta de 43,2% em 2017 em comparação com 2016. Nordeste e Centro-Oeste tiveram aumento de 6,5%. Na região Sudeste, apesar da cidade de São Paulo ter apresentado crescimento de 48%, o mesmo não aconteceu com outras localidades, fazendo com que a região tivesse um crescimento de apenas 0,6%.

 

        Os imóveis com dois dormitórios são os mais presentes, representando 55,7% do total. Em seguida, estão três dormitórios (27,7%), quatro dormitórios ou mais (5,8%) e um quarto (10,9%).

 

Sobre a pesquisa

 

        o estudo Indicadores Imobiliários Nacionais acompanha o desempenho do mercado imobiliário brasileiro com vistas a oferecer um panorama nacional do setor em 23 localidades. É feito pela Comissão da Indústria Imobiliária (CII) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção em parceria com o Senai Nacional.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com