Benefícios do whey protein para idosos: o que você precisa saber

July 17, 2017

O alto teor nutritivo e a facilidade de absorção pelo organismo são dois dos principais benefícios desse tipo de suplementação para os idosos

 

 

Manter uma alimentação saudável e rica em nutrientes que o corpo precisa é fundamental em todas as fases da vida. Durante a velhice, no entanto, o cuidado deve ser redobrado, afinal, esse é o momento em que o corpo pode começar a apresentar sinais de redução da musculatura por conta da sarcopenia, uma reação natural do organismo que reduz a força muscular e que começa a apresentar seus primeiros sinais entre os 50 e 55 anos de idade de um indivíduo – dependendo da frequência com que a pessoa pratica atividades físicas.

 

Para Diogo Círico, nutricionista da Growth Supplements, empresa especializada na fabricação de suplementos alimentares, a sarcopenia pode ser identificada a partir de uma análise básica como a “verificação das condições do tônus muscular, ou seja, se há sinais de aumento da flacidez da musculatura e se o idoso começou a sentir uma redução de sua força”. Círico ainda acrescenta que, por conta dessa diminuição, “é também comum que o idoso comece a tropeçar com maior frequência”.

 

Se esse é o seu caso, está mais do que na hora de incluir a suplementação na dieta. Afinal, produtos como o whey protein – proteína extraída do soro do leite – possuem uma série de benefícios que facilitam o processo de nutrição para os idosos e que ajudam a evitar a redução da massa magra.

 

O nutricionista ainda ressalta, no entanto, que a preocupação inicial da população deve ser a de evitar a sarcopenia. “Por isso, manter uma alimentação saudável, praticar atividade físicas regularmente e, quando necessário, incluir a suplementação no dia a dia são cuidados básicos, mesmo antes da velhice.” Entenda mais sobre o assunto e descubra como a suplementação pode ajudar você.

 

Benefícios do whey protein na dieta do idoso

 

Embora a proteína seja facilmente encontrada em diversos alimentos, como carne, peixe, ovo, feijão, leite e seus derivados, o whey protein garante um melhor aproveitamento do nutriente por ser um suplemento de fácil digestão. “O idoso, naturalmente, possui um processo digestivo debilitado e, por conta disso, o aproveitamento dos nutrientes é comprometido. Assim, o whey facilita essa absorção para o aproveitamento da proteína e dos aminoácidos essenciais presentes na substância, que ajudam no bom funcionamento do organismo”, explica Círico.

 

Outra vantagem desse tipo de suplemento é que ele pode ser consumido a qualquer hora do dia e com diferentes alimentos, ou seja, não é necessário tomá-lo puro. E há uma série de receitas para quem deseja incluir o consumo do whey protein nas refeições.

 

Todo idoso precisa de whey protein ou de algum outro suplemento?

 

É certo que os idosos possuem uma diminuição na eficiência do sistema digestivo. No entanto, a necessidade de tomar suplementos à base de proteína ou algum outro tipo de suplementação varia de acordo com cada caso. A recomendação de Círico é que a pessoa “procure um profissional especializado, que fará uma avaliação da condição do tipo de alimentação e de como isso pode ser melhorado”. O profissional ainda alerta que o estilo de vida que a pessoa leva durante a juventude também “contribui para a condição nutricional na terceira idade”.

 

Outro ponto de atenção é que o consumo de vitaminas e de minerais deve ser redobrado para esse público. Para isso, um nutricionista especializado fará uma avaliação de quais são os complementos alimentares necessários para cada indivíduo.

 

Mesmo aqueles que não praticam atividades físicas podem incluir o whey protein na dieta?

 

“O perfil nutritivo do whey protein estimula o aumento da massa magra para os praticantes de atividades físicas, mas essa não é a única propriedade da substância. Ela contribui para a manutenção da musculatura, ou seja, evita a perda mesmo para os não praticantes. Vale saber, também, que os benefícios do whey vão além da massa muscular. Existem estudos que comprovam a eficiência desse suplemento na prevenção de patologias. Por exemplo, uma pesquisa realizada pela Unicamp avaliou que uma pessoa pode controlar a glicemia só pelo consumo do whey protein. É como se essa substância ajudasse o idoso a voltar a absorver uma série de nutrientes”, explica Círico.

 

Whey protein concentrado, isolado ou hidrolisado: qual é a opção mais indicada para os idosos?

 

Círico conclui que “todos os tipos de whey protein possuem um excelente efeito nutritivo. Para os idosos, no entanto, o hidrolisado é a melhor opção, pois esse já passou pelo processo de hidrólise, que quebra as moléculas dessa substância em partículas menores e que facilita ainda mais a digestão para esse público, afinal, a hidrólise otimiza a oferta de proteína para o organismo”.

 

Por fim, o consumo do whey protein somente não é indicado para aqueles que possuem alguma restrição específica, como intolerância a lactose ou algum tipo de alergia.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com