Edições impressas
capa_496.jpg
Please reload

  • Facebook Basic Black
Siga Jornal Classe A

Por que os brasileiros estão deixando de pensar no carro próprio?

July 13, 2017

 

Praticidade, economia e menor burocracia são algumas das vantagens de não ter um carro próprio, e esse já é o pensamento da maioria dos jovens, principalmente os das chamadas gerações Y e Z. Segundo um estudo realizado pela Deloitte, 62% desses jovens consideram que ter um carro próprio é dispensável.

 

Essa mudança no comportamento e pensamento é encorajada pelo avanço das tecnologias e dos serviços oferecidos pelas empresas, startups ou não, que proporcionam mobilidade urbana sem que o cliente precise comprar um carro e desembolsar muito dinheiro. Nos últimos anos, diversas iniciativas ganharam mais notoriedade, como o Uber, por exemplo.

 

O aplicativo, que é conhecido por ter preços mais acessíveis do que os táxis, também oferece alternativas ainda mais econômicas, que permitem que o usuário divida a corrida com pessoas que farão rotas parecidas. Porém, para quem necessita de um carro todos os dias, essa não é a opção mais prática – nem a mais em conta.

 

Uma das iniciativas que prometem suprir as necessidades daqueles que precisam de um carro em vários momentos do dia é o programa Carro Fácil, da Porto Seguro. Com esse serviço, o cliente aluga um carro por um valor fixo mensal e não precisa arcar com os custos de documentação, IPVA, seguro ou manutenção. Além de todas essas vantagens, o carro também não desvaloriza e você tem a possibilidade de sempre andar com um veículo novo.

 

As montadoras de veículos, obviamente, não querem perder esse mercado e também já aderiram às novas práticas. É o caso do BMW ReachNow, que já está disponível em alguns países. Os interessados possuem acesso a uma frota de veículos da marca e podem retirá-los e deixá-los em qualquer vaga depois do uso.

 

Além da pesquisa promovida pela Deloitte, outro estudo também chama a atenção. Divulgada pela Ridecell, empresa que desenvolve softwares para sistemas de veículos compartilhados, a pesquisa aponta que, por volta do ano 2025, uma grande parcela do transporte de pessoas nos centros urbanos será feita por meio de serviços sob demanda, como compartilhamento de carros ou aluguel de veículos autônomos.

 

Nesse futuro não tão distante, mesmo aqueles que optarem por ter um carro próprio poderão se beneficiar desses aplicativos de compartilhamento. Nesse sistema, os donos dos carros poderão disponibilizar seus veículos para aluguel, gerando uma renda extra.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com