Grávida morta no Santa Cruz era filha de um policial civil

Edla Oliveira de Souza foi morta na noite de ontem com vários tiros na cabeça (veja aqui). Segundo informações de fontes extraoficiais, a jovem de 23 anos era filha de um investigador da polícia civil natural de Salvador. De acordo com as informações a mulher já não tinha contato com a família a mais de 5 anos, quando saiu de casa.

 

Na rua onde Edla morava muita gente ainda está assustado com o que aconteceu. Segundo vizinhos ela morava há apenas 4 dias no local e desde então havia uma movimentação intensa. No local a polícia encontrou drogas e cadernos de anotações sobre as vendas. O crime tem características de execução e segundo a polícia civil pode ter sido encomendado por conta da disputa por pontos de vendas de drogas.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Parceiros

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com