• Da redação

Presidente da Câmara publica novo edital para tentar reeleição a qualquer preço



Parece que o desespero na busca de uma reeleição tem ocupado todo o tempo do vereador Fernando Fernandes (UB), que não faz outra coisa senão ‘atirar para todo lado’. Além de não trabalhar mais em projetos que beneficiem a população, ele parece querer usar a Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães apenas para legislar em causa própria.


Depois de ter a votação orquestrada para sua reeleição barrada pela justiça no último dia 17, por conta do atropelamento dos processos do regimento interno, o presidente da Câmara impõe nova ofensa tanto para o Legislativo quanto ao Judiciário.


O fato é que na última sessão ele descumpriu uma Ordem Judicial ao dispensar o parecer da Comissão de Administração, mesmo após uma Decisão Liminar do TJBA que determinava que o trâmite regimentar fosse obedecido. Novamente, na mesma sessão, o vereador Fernando Fernandes (UB) deixou de apreciar a Emenda proposta em Plenário pela vereadora Daiana Faedo (Patriota). A Emenda sequer foi a leitura.


A soma de todos estes atos mostra que o presidente não atropela apenas o Regimento Interno, mas provoca o Poder Judiciário não seguindo suas decisões. O que se vê são atitudes desesperadas a fim de antecipar a eleição da Câmara, a qualquer preço, em busca de sua reeleição.


A prova dessa tentativa de mais um golpe político, está arquivada no departamento jurídico da própria Câmara de Vereadores; às 16h42 do dia 16 de maio, véspera da sessão que aconteceu às portas fechadas, o vereador protocolou uma chapa para sua reeleição como presidente da Câmara Municipal, onde aparecem como vice-presidente a vereadora Sandra da ONG, 1º secretário Vitor do Ferro Velho e 2º secretário o vereador Fábio Lauck.


Secom / PMLEM