top of page
  • Foto do escritorDa redação

Pela primeira vez desde 2017, preço dos alimentos fecha o ano em queda



Em 2023, uma combinação de Safra recorde, declínio nos preços das commodities agrícolas e uma desinflação global está prevista para resultar na queda dos preços dos alimentos, algo que não ocorria desde 2017. Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do IBGE, o grupo de alimentação no domicílio registrou uma média de 2,4% de redução nos preços até novembro. Esse índice reflete o custo dos produtos para famílias com renda de um a cinco salários mínimos. A reportagem é do jornal “O Globo”.


Os economistas estimam uma deflação um pouco acima de 1%, com os preços das carnes diminuindo em 9,4% e os de aves e ovos em 6,8%. Até novembro, o INPC alcançou uma taxa de 3,1% no acumulado do ano, o valor mais baixo desde 2017. É importante notar que enquanto o IPCA considera famílias com renda entre um e 40 salários mínimos, o INPC concentra-se nos bens e serviços consumidos pelas famílias de menor renda.


Fonte:O Globo/Política Livre

bottom of page