• Da redação

Luís Eduardo Magalhães: garis decidem entrar em greve, apesar do contrato de limpeza pública ter um


Foto: Reportagem / Rádio Cultura


A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães homologou no último dia 09 de junho o Contrato nº 063/2020 para prestação de serviço de limpeza pública no valor de R$ 12.584.000 (doze milhões, quinhentos e oitenta e quatro mil reais). O contrato foi publicado na Edição nº 1929 do Diário Oficial do Município.


Apesar do valor de mais de R$ 34 mil por dia, os garis contratados pela MM Consultoria Construções e Serviços LTDA, decidiram pela paralização dos serviços de limpeza pública por não terem sido atendidos em suas reivindicações de aumento do número de equipes por setor, aumento de salário e vale-compra para o período da pandemia.


“Nós estamos exigindo um prazo e até agora não deram resposta de nada. (…) Esse prazo foi até manhã, quarta-feira, não deram resposta e nós vamos parar geral” Maicon gari coletor, durante entrevista a rádio local.


Quando perguntado se a categoria estava recebimento de ajuda jurídica, o Maicon foi enfático. “Nós não temos ajuda de ninguém. A gente só tem ajuda lá de cima. De papai do céu. O resto é a cara e a coragem. É disposição, né? Por que já tem cinco anos que estamos nesse sofrimento, né? E até agora não mudou”, concluiu gari coletor. O alto custo com a limpeza pública, não condiz com o aspecto da cidade. Para muitos o serviço, que é totalmente ineficiente, não justifica o gasto de cerca de R$ 34 mil por dia.


Valores crescem a cada novo contrato No primeiro ano de mandato do prefeito Oziel Oliveira com a MM Consultoria, em 2017, o valor foi de R$ 8.330.761,25. Em 2018 o valor subiu 40%, indo para R$ 11.862.525,38. Em 2019 o valor do contrato foi para R$ 12.160.805,82. Agora em 2020 o valor foi para R$ 12.584.000.

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com