• Da redação

Abapa capacita novos profissionais do setor agrícola do Oeste da Bahia



A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), por meio do Centro de Treinamento da entidade, localizado em Luís Eduardo Magalhães, finalizou na última sexta-feira (11) o curso Operação e Manutenção de Empilhadeira. Realizadas em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), as capacitações foram realizadas com duas turmas ao longo da última semana com número reduzido de participantes, em atendimento às atuais exigências sanitárias de distanciamento, além do uso obrigatório de máscaras.


Participaram do curso funcionários das usinas de beneficiamento de algodão e fábricas de insumos agrícolas com foco na segurança dos trabalhadores e das regras de transporte de cargas por meio das empilhadeiras. Para Israel Cardoso da Silva, 24, que veio do estado de Alagoas para trabalhar em uma usina de beneficiamento de algodão em Luís Eduardo Magalhães, “esta foi uma grande oportunidade de fazer o curso e aprender sobre as normas de segurança. Isso valoriza meu currículo e o aperfeiçoamento do serviço que vai melhorando com o passar do tempo”.


O professor e instrutor do Senai, Renan Buriti, acredita que o treinamento torna-se fundamental para garantir que os operadores apliquem de forma correta as normas e técnicas de segurança, garantam o uso correto e otimizado do empilhadeira, além de possibilitar maior conservação do equipamento durante a execução da atividade na jornada de trabalho. “Para o Senai, esta parceria é exitosa, ao possibilitar atingir diretamente o público-alvo dos nossos cursos e disponibilidade da logística e infraestrutura já montada no Centro de Treinamento, garantindo que os treinamentos façam a diferença para estes profissionais no campo”, reforça.


Para o diretor executivo da Abapa, Lidervan Morais, as parcerias possibilitam que o Centro de Treinamento expanda ainda mais os cursos e atendimentos visando atender as demandas dos produtores do Oeste da Bahia na garantia da excelência em toda a cadeia produtiva, seja nas atividades de campo ou do escritório. “Apesar da pandemia, o CT vem se adequando à realidade e reformulando estratégias para possibilitar o apoio direto ao setor agrícola na qualificação da mão de obra e modernização de rotinas com maior segurança à saúde do trabalhador, gerando soluções, diferencial competitivo e valor para as empresas do setor do agrícola, que utilizam de modernas tecnologias em todos os processos”, afirma.


A Abapa atendeu no biênio 2019/2020 cerca de 20 mil pessoas, com destaque para as blitz educativas nas fazendas com foco na orientação e monitoramento dos profissionais para evitar o contágio da Covid-19 e cursos/treinamentos presenciais ou remotos voltados para os produtores e profissionais do setor agrícola, nas áreas de mecanização agrícola, normas regulamentadoras, pivôs agrícolas, dentre outros. Recentemente ampliado e com estabelecimento de novas parcerias, o Centro já qualificou cerca de 40 mil pessoas com ações de educação e capacitação profissional. Outras informações sobre o Centro de Treinamento da Abapa em: http://abapa.com.br/projeto-centro-de-treinamento/


Assessoria de Imprensa Abapa – 16/12/2020

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com