• Da redação

Codevasf investe mais de R$ 30 milhões em infraestrutura hídrica no Norte da Bahia


A Companhia de Desenvolvimento dos vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio da 6ª Superintendência Regional, sediada em Juazeiro, no Norte da Bahia, está investindo mais de R$ 30 milhões em ações de infraestrutura hídrica para melhorar o acesso a água em comunidades rurais, além de ações de recuperação hidroambiental das nascentes da média bacia do rio Salitre. Os recursos são do Orçamento Geral da União, destinados à empresa por emendas parlamentares. Entre as ações para melhorar o acesso a água nas comunidades rurais, a Codevasf implanta poços artesianos. Na comunidade de Tiquara, localizada a 27 quilômetros da sede do município de Campo Formoso (BA), a moradora Geany Nunes comemorou pelas redes sociais a entrega de um desses poços. “São os projetos saindo do papel. É a Codevasf garantindo a qualidade. É a população vendo o investimento de seus impostos”, disse. Com a implantação do poço artesiano, de vazão aproximada de 1,3 mil litros/segundo, a localidade de Tortos, em Tiquara, terá acesso à água para realizar as tarefas domésticas e a dessedentação humana e animal. No poço foi construído um bebedouro para ajudar os pequenos agropecuaristas. De acordo com dados do IBGE (2010), a região possui mais de 2 mil habitantes que sobrevivem, principalmente, da cultura do sisal. “É um sistema simples, mas de muita importância para essa população de pequenos produtores, que vai ter acesso à água e desenvolver suas atividades sem precisar sair de casa e ir trabalhar em outras localidades. Com isso, a Codevasf está cumprindo seu papel de promover o desenvolvimento regional e também dando condições para que os pequenos produtores não abandonem suas casas em busca da sobrevivência da família”, afirmou o superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Elmo Nascimento. Com os recursos federais, a 6ª Superintendência Regional ainda vai coordenar os trabalhos de perfuração de mais de 200 poços tubulares em rochas cristalina e sedimentar para garantir o acesso à água para cerca de oito mil pessoas e também para dessedentação animal, criando condições para que os pequenos criadores mantenham e até ampliem os rebanhos. Segundo Elmo Nascimento, também serão distribuídas cerca de mil cisternas com capacidade de 10 mil litros de água para comunidades em situação de risco, sujeitas a escassez hídrica durante os períodos de estiagem. “De olho no futuro, a Codevasf está investindo na implantação de meios de acesso à água neste período, considerado úmido, pelo qual passamos aqui na região. Para que, lá na frente, no período mais quente, a população tenha condições de se manter”, informou o superintendente regional.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com