• Yahoo Notícias

Jovem brasileira desenvolve filme plástico com sobras de maracujá


Se te dissermos que é possível criar plástico com sobras de maracujá, você acreditaria? Pois foi justamente essa a descoberta de uma brasileira de apenas 18 anos!


Juliana Davoglio Estradioto faz um curso técnico de administração no Instituto Federal de Educação do Rio Grande do Sul (IFRS) e sua descoberta rendeu o primeiro lugar na 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista, realizado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPQ).


A ideia de Juliana era encontrar uma alternativa para sacos plásticos e isopor utilizados como suporte de mudas de plantas. Os materiais, derivados do petróleo, demoram em média 400 anos para se decompor no meio ambiente.


O descarte dos restos de maracujá também foi outro ponto importante para a pesquisa da estudante. “Quando se realiza a produção industrial do suco de maracujá, geleias ou a polpa da fruta, a casca acaba sendo descartada e vai direto para terrenos baldios e aterros sanitários”, contou em entrevista ao UOL.


O projeto contou com a orientação da professora Flavia Santos Twardowski e durou quase um ano. “Se reaproveitado como suporte para plantas, explica Juliana, o material ainda tem a vantagem de “não exigir a retirada do plástico na hora da plantação, porque o material se decompõe rapidamente, cerca de 20 dias, sem prejudicar o meio ambiente”, continuou.


A estudante pretende cursar engenharia química para dar sequência em seus projetos. Entretanto, já sabe que deverá ter trabalho no futuro. “Infelizmente o governo investe pouco mais de 1% em ciência e pesquisa”, explicou.


“Estou finalizando o Ensino Médio e quero continuar na área da pesquisa que foi algo que transformou a minha vida. Sou apaixonada pela Ciência e pelo meio ambiente”, completou. Juliana ainda representará o Brasil no Seminário Internacional Jovem de Ciência em Estocolmo, na Suécia. Além disso, fará parte da Genius Olympiad nos Estados Unidos.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com