• Conversion

Preço do ar condicionado subiu apenas 1% durante metade do verão


Dados são do Índice de Preços ao Consumidor, divulgado pela Fundação Getúlio Vargas


De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Getúlio Vargas, os produtos e serviços mais consumidos entre os meses de dezembro e janeiro tiveram uma queda de preço de 1,35%. Água, refrigerantes, cervejas, protetores solares, passagens aéreas, hotéis e aparelhos de ar-condicionado estão nessa lista.


Apesar da diminuição, alguns itens apresentaram uma elevação. O ar-condicionado teve um leve aumento de preço na casa de 1,67%, já que muitas pessoas compram o produto nessa estação do ano. Os aumentos mais substanciais ficaram com as excursões guiadas em locais turísticos (6,47%), dos sucos de frutas (5,69%) e das cervejas (5,11%). Água e refrigerantes também tiveram um pequeno crescimento de preço.


Alguns produtos, no entanto, apresentaram uma retração, como foi o caso das frutas (15,59%), das passagens aéreas (9,56%), dos protetores solares (6,15%) e das diárias em hotéis (4,21%). Isso favoreceu a inflação mais baixa no período. É importante salientar que a pesquisa foi feita durante os 12 meses do ano e que pode haver um aumento sazonal na alta temporada.


Melhor momento para comprar ar-condicionado


O outono e o inverno são as melhores épocas para se comprar ar-condicionado, já que as temperaturas são mais baixas e a procura é menor. Esses fatores fazem com que as redes varejistas tenham que diminuir o valor do produto para que consigam vender. Em alguns casos, a economia pode chegar até a 25%.


A demanda por instalação e manutenção também é baixa, o que faz com que haja uma queda de preço também nesse serviço, seja em ar-condicionado portátil, fixo ou automotivo. Outro problema é que os usuários não veem a importância de fazer a manutenção preventiva, os testes e a higienização do aparelho nesse período.


Mesmo com o aparelho desligado, há o acúmulo de poeira e consequentemente bactérias, fungos e ácaros. Tal condição pode prejudicar o funcionamento do equipamento e obstruir filtros, turbinas, canos e serpentinas. A saúde também pode ser extremamente prejudicada se o aparelho não for corretamente higienizado. A melhor época para fazer isso é no inverno, já que, no verão, há uma demanda alta por esses serviços. E, além do valor ser mais alto, é mais difícil conseguir um atendimento com rapidez.