• Bahia Notícias

ANS suspende comercialização de 31 planos de saúde de 10 operadoras


Começou a vigorar na última sexta-feira (8) a suspensão da comercialização de 31 planos de saúde de 10 operadoras (veja aqui) determinada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Os motivos estão relacionados a reclamações relativas à cobertura assistencial recebidas no terceiro semestre de 2017.


Entre as principais queixas apresentadas pelos usuários estão a demora no atendimento e as negativas apresentadas pelas empresas. Segundo a Agência Brasil, a ANS informou que os 167,7 mil beneficiários desses planos suspensos estão protegidos e continuarão sendo assistidos regularmente.


De acordo com a agência, os planos só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes caso seja comprovada a melhoria do atendimento. A ANS recebeu 15.912 reclamações de natureza assistencial entre o dia 1° de julho e 30 de setembro. Desse total, 14.138 queixas foram encaminhadas para análise.


No período, 92% das reclamações foram resolvidas pela mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar, uma solução que é mais rápida para superar o problema. Os casos não resolvidos viram processos contra as operadoras, podendo ser contabilizados para a suspensão da comercialização.


A suspensão está prevista pelo Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, com o objetivo de garantir atendimento de qualidade aos beneficiários.