• Bahia Notícias

Consumo de carne é essencial para minimizar perda de massa muscular na terceira idade


A chegada da terceira idade é acompanhada por uma série de alterações no corpo humano. Uma delas é a perda de massa, força e função dos músculos, que tem um impacto direto na independência de muitas pessoas.


Chamado de sarcopenia, o processo não é notado por 79% dos brasileiros, segundo pesquisa recente sobre envelhecimento desenvolvida pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em parceria com o laboratório Apsen. Em entrevista ao Bahia Notícias, a nutricionista e diretora do Núcleo de Estudos Clínicos em Sarcopenia (NECS), Myrian Spinola Najas, alertou sobre a necessidade de fortalecimento muscular e alimentação adequada desde a juventude para evitar consequências como risco de quedas e fraturas.


"A prevenção está ligada diretamente a se manter ativo e ter uma alimentação adequada durante toda a vida", afirmou a especialista, ao ressaltar que o consumo de proteína animal é essencial. "É necessária uma alimentação adequada, comer todos os grupos de alimentos: frutas, verduras, legumes, carne. É necessário se manter comendo carne, porque ela é extremamente importante. Infelizmente, as proteínas vegetais não dão conta daquilo que precisamos ter em termo de aminoácidos para manter a massa muscular".


De acordo com Myrian, existem dois tipos de sarcopenia: a primária, que ocorre naturalmente com o envelhecimento, devido à alteração hormonal; e a secundária, associada a doenças crônicas, processos inflamatórios, obesidade, entre outras enfermidades. Nas mulheres, a sarcopenia primária geralmente começa a mostrar sinais durante a menopausa. Já entre os homens, a condição surge por volta dos 60 anos.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com