• Da Redação / Jornal Classe A

LEM: Censo Agropecuário começa com problemas


O Censo Agropecuário começou na semana passada em Luís Eduardo Magalhães e todo Oeste da Bahia. Por aqui dois recenseadores fazem o trabalho de campo. Eles vão até as propriedades rurais entrevistar proprietários ou responsáveis com um questionário da pesquisa que pretende entender melhor a realidade rural do país.


Mas já nos primeiros dias os recenseadores tem enfrentado problemas. Os coletes de identificação ainda não chegaram e o pagamento das ajuda de custo para o deslocamento não foi feito. Mesmo assim mais de 15 propriedades foram visitadas. Outro problema são as porteiras fechadas.

Muitas propriedades estão fechadas ou então não tem a presença do proprietário ou encarregado no local.

O censo agro tem o prazo de cinco meses para ser concluído.