• Yahoo Notícias

381 novas espécies são descobertas na Amazônia em um ano


Os macacos Zogue Zogue Rabo de Fogo estavam entre as novas espécies descobertas (WWF)

Pesquisadores passaram os últimos dois anos estudando a Floresta Amazônica e descobriram um total de 381 novas espécies.


De acordo com o WWF e o Instituto Mamiraua pelo Desenvolvimento Sustentável, novas espécies são descobertas a cada dois dias na região.


Para critérios de comparação, entre 1999 e 2015, 2.000 novas espécies foram descobertas.

O golfinho do Rio Araguaia foi a primeira espécie de golfinho de rio a ser descoberta desde o fim da Primeira Guerra Mundial (WWF)

Os pesquisadores descobriram 216 plantas, 93 peixes, 32 anfíbios, 20 mamíferos, 19 répteis e uma ave até então desconhecidos.


Apesar da vasta gama de descobertas, os autores do estudo disseram que os animais e plantas foram encontrados em zonas de risco por atividade humana.


Ricardo Mello, coordenador do WWF Brasil Amazônia, advertiu que essa atividade – que inclui agricultura e exploração madeireira – representa um risco para a diversidade da vida na região.


Ele disse: “Todas as espécies descobertas, todas as 381, estão em áreas onde o ser humano está destruindo a Amazônia”.


“Isso é muito importante para nós, pois associa o fato de que nossas atividades econômicas estão causando a extinção de espécies que nem sequer conhecíamos”.

As espécies foram encontradas em áreas da Amazônia que estão em risco por atividade humana (Rex)

Os relatórios vêm na mesma semana que um tribunal suspendeu um decreto do governo que teria aberto uma grande parte da Amazônia para a mineração comercial.


Os adversários políticos descreveram o decreto como “o maior ataque à Amazônia nos últimos 50 anos”.




Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com