• Da Redação / Classe A

Alunos de escola pública vão representar LEM na Olimpíada Brasileira de Robótica


Quatro alunos da escola Municipal José Cardoso de Lima viajam nesta terça-feira para Salvador onde vão representar Luís Eduardo Magalhães na etapa baiana da Olimpíada Brasileira de Robótica. É a primeira vez que a escola vai participar do evento tradicional. Serão 412 alunos de 35 escolas disputando nas modalidades de ensino fundamental e médio. O nível médio de Luís Eduardo será representado pela equipe da escola Sesi.


A OBR é uma das atrações da Campus Party Bahia, que acontece de 9 a 13 de agosto, na Arena Fonte Nova. De acordo com a organização da CBPA, a missão da olimpíada é simular um ambiente real de desastre onde o resgate das vítimas precisa ser realizado por robôs. Para isso, o robô deve ser ágil para superar terrenos irregulares (redutores de velocidade); transpor caminhos onde a linha não pode ser reconhecida (gaps na linha); desviar de escombros (obstáculos) e subir montanhas (rampas) para conseguir salvar a(s) vítima(s) (bolas de isopor revestidas de papel alumínio), transportando-a(s) para uma região segura (área de resgate) onde os humanos já poderão assumir os cuidados.


- A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma das olimpíadas científicas brasileiras que utiliza-se da temática da robótica. Tem o objetivo de estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.////A OBR destina-se a todos os estudantes de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos..

A OBR possui duas modalidades: Prática e Teórica, que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional. As atividades acontecem através competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil.///A modalidade Prática acontece através de eventos/competições Regionais e Estaduais que classificam as equipes de estudantes para uma final Nacional, os estudantes ficam sob orientação de seus professores e cientistas. Os eventos organizados pela OBR e são gratuitos e abertos ao público./// O robô deve ser ágil para superar terrenos irregulares (redutores de velocidade); transpor caminhos onde a linha não pode ser reconhecida (gaps na linha); desviar de escombros (obstáculos) e subir montanhas (rampas) para conseguir salvar a(s) vítima(s) (bolas de isopor revestidas de papel alumínio), transportando-a(s) para uma região segura (área de resgate) onde os humanos já poderão assumir os cuidados.


#LEM #LUÍSEDUARDOMAGALHÃES #NOTÍCIA #ESTUDANTES #ALUNOS #JOSÉCARDOSO #ESCOLA #OBR #OLÍMPIADA #robótica

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com