• Ascom São Desidério / Fotos: Jackeline Bispo

Abertura da VII Conferência Municipal de Assistência Social reúne centenas de participantes


O auditório do Centro Cultural de São Desidério ficou lotado na abertura dos trabalhos da VII Conferência Municipal de Assistência Social. Além da comunidade em geral, o evento contou com a presença de lideranças políticas para debater o tema ‘Garantia de Direitos no Fortalecimento do Sistema Único da Assistência Social (SUAS)’.


Para o professor Lázaro dos Santos Ramos, este é o momento da comunidade avaliar as políticas públicas e debater as melhorias. “A conferência chama a população a discutir projetos e ações em prol do povo, é uma forma de mostrar as prioridades e também receber informações, por isso precisamos participar”, lembra.


A Conferência é organizada pelo Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) em parceria com a prefeitura de São Desidério por meio da Secretaria de Assistência Social e Trabalho (SAST). A presidente do conselho, Méria Dias, declarou aberto os trabalhos e desejou que, “ao final da conferência saiamos daqui com as esperanças renovadas e propostas importantes para o setor”.


Já o prefeito, Zé Carlos destacou o esforço das equipes da secretaria no intuito de atingir as famílias em estado de risco e vulnerabilidade social do extenso território do município. “Nesta conferência podemos destacar alguns trabalhos já realizados na área, em especial a visitação in loco das equipes, com este diagnóstico identificamos prioridades, a exemplo das famílias que estão dentro dos critérios para o programa de habitação, nesta primeira etapa 36 casas populares serão entregues”, revela ao analisar que é no espaço da conferência que o esforço conjunto possibilita a formatação de políticas públicas eficientes.


Durante a abertura, as crianças do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) fizeram uma apresentação musical e emocionaram a plateia. A secretária da SAST, Vandreia Mendes apresentou as ações da pasta nestes seis meses de governo e falou sobre as metas atingidas. “Em poucos meses conseguimos atingir algumas metas estipuladas na conferência passada, a exemplo do anexo do CRAS no bairro Alto do Cristo, também estamos realizando o diagnóstico socioterritorial de todo o município, na sede 821 visitas foram realizadas, na zona rural, 60 comunidades receberam esse trabalho com 623 famílias visitadas até o momento”, informa. O diagnóstico é um instrumento que possibilita conhecer as necessidades de cada região e as ações que devem ser desenvolvidas.


O tema da conferência foi apresentado pelo palestrante, Daniel Miranda que frisou a necessidade de sair do comodismo e participar da construção de dias melhores. “É na conferência que o povo tem voz, as ações de hoje vão ressoar no futuro, a participação dos vários segmentos garantem direitos importantes para a população que necessita dos trabalhos da assistência social, foi como resultado de uma conferência que em 1993 foi criada a Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS)”, comenta.


Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com