• Ascom Abapa

Abapa promove Seminário sobre Rentabilidade na Cultura do Algodão


A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) realizou, na tarde da última sexta-feira, 09, o Seminário sobre Rentabilidade na Cultura do Algodão, em Luís Eduardo Magalhães. O evento foi marcado por palestras e pela interação do público, ao tratar do tema, que é fundamental para os cotonicultores da região oeste, que prospectam uma boa safra 2017/2018.


O Seminário foi realizado com o objetivo de fornecer mais conhecimentos aos associados, como disse o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, na abertura do evento. “Queremos promover uma discussão entre os produtores e colocar à disposição deles, informações que julgamos importantes como, por exemplo, algumas práticas úteis para que melhorem a obtenção de crédito junto ao mercado e aos agentes financeiros”, disse.


Em seguida, teve início a primeira palestra da tarde, ministrada pelo Gestor da CRD Capital Administradora de Recursos, Pedro Marcílio, que falou sobre o tema “Financiamento ao produtor: Visão do Credor”. Na ocasião, o palestrante deu dicas que podem ajudar os produtores a tomarem atitudes positivas e que auxiliem a liberação de crédito, junto ao mercado e as instituições financeiras. Foram abordados assuntos como a precificação do seguro na cultura do algodão e dicas que podem ajudar os produtores a conquistarem maior confiança, junto às entidades financeiras e, consequentemente, reduzir o valor das taxas de juros. “O erro está em não entender de onde vem o recurso para crescer, qual é o recurso adequado e qual seu prazo correto. Falta um maior controle contábil e financeiro por parte do produtor, o que acaba gerando uma insegurança aos bancos, fazendo com que o valor das taxas aumente”, afirmou.


De acordo com Pedro, os esforços em relação às boas práticas agrícolas e atitudes corretas, levando em conta a regularização ambiental, por exemplo, ajudam na confiança que as entidades credoras depositam no produtor. Pedro também sugeriu a criação de um banco de dados, tanto de clima como de produtividade, que seja validado junto às instituições financeiras, para dar maior segurança e tranquilidade às instituições a investirem na Bahia. “A criação e validação desse banco de dados vai se transformar em benefícios para o produtor, através do aumento de volume de crédito e redução de custos”, corroborou Busato.


A segunda palestra da tarde, foi ministrada pelo Coordenador do Núcleo Econômico da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Renato Conchon, sobre o tema “Desafios da economia brasileira e seus reflexos no mercado de commodities”. Conchon falou sobre o crescimento de 9% estimado para a agropecuária em 2017, o que anima muitos produtores, principalmente os da região oeste, que se recuperam nesta safra com uma produtividade melhor do que os últimos anos. “Segundo o projeto do CNA Campo Futuro, a previsão para este ano é o que custo do algodão tenha um aumento de 8,9% em relação ao ano anterior. No entanto, a estimativa é de que a receita prevista irá conseguir pagar o custo de operação total e efetiva, o que dará uma leve folga ao produtor”, disse.


Após as palestras, os presentes puderam tirar suas dúvidas e também opinar acerca dos assuntos levantados. O evento teve o apoio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA) e do Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro). No mesmo dia, a Abapa realizou um jantar de confraternização, que marcou o início da programação do Dia de Campo do Algodão 2017.


Posts recentes

Ver tudo

EDITAL DE LEILÃO RURAL

Jorge Ferlin Dale Nogari dos Santos, Leiloeiro Rural, nomeado pela Federação de Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia – FAEB, com carteira profissional de nº 003/2020, com endereço profissional na

Jornal Classe A LTDA ME
Av. Tancredo Neves, 1016 - Aroldo da Cruz 
    CEP: 47850-000 / Luís Eduardo Magalhães-BA
 jornalclassea@yahoo.com.br
77 3639-0108 

© 2016 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com